Uma Segunda Chance Para Amar 13

Quantos filmes de romance ou comédias românticas você já deve ter visto na vida ? O roteiro de “Uma Segunda Chance Para Amar” pode parecer algo que você já deve ter visto em algum deles: A Vida de Kate (Emília Clarke) é uma verdadeira bagunça. Ela é infeliz no seu emprego, tem um relacionamento familiar péssimo e é frustrada em seu sonho de ser cantora. Em meio a essa tribulação, ela conhece um homem misterioso chamado Tom (Henry Golding) que começa a se aproximar dela e a ajudá-la a organizar sua vida, ao mesmo tempo em que um possível romance entre eles se desenvolve.

Mesmo não sendo um fã do tipo de abordagem de “Uma Segunda Chance para Amar” eu preciso reconhecer que ele me fez refletir sobre valores que eu não esperava encontrar dentro desse tipo de produção, que em boa parte são compostas por clichês “água com açúcar”, roteiros previsíveis e casais sem Química. Emília Clarke e Henry Golding possuem uma química natural, e é impossível não sentir empatia pelos dramas vividos por Kate (muito disso é claro, por conta do enorme Carisma e talento que Emília Clarke possui). É preciso mencionar que a temática natalina utilizada pra dar pano de fundo para o enredo cai como uma luva, pois o caminho trilhado pela personagem em seu processo de redenção e os valores que ela precisa entender e aprender tem tudo a ver com a data, além de suprir uma carência de filmes natalinos no circuito, já que o tipo de produção não foi tão desenvolvida nos últimos anos.

O problema é que a trama é miúda. Tão pequena que o roteiro precisa dar voltas para preencher a abordagem e começa a “explorar” os “micro arcos” de problemas de Kate, numa tentativa de dar uma maior profundidade para a personagem, o que não é necessário, já que o tom da interpretação de Clarke consegue fazer isso de forma sintética e mais bem apresentada. É interessante notar que problemas Europeus como a Xenofobia foram mostrados, mas infelizmente de uma maneira muito secundária (exceto por uma cena explícita em um ônibus, mas se não fosse por ela, sequer seria percebido).

Ainda que o filme tenha se valido de um recurso que não é inédito em filmes de romance para se encerrar, o caminho que o roteiro trilha até ele escapa da Obviedade. Eu fiquei surpreendido pelo Plot apresentado pelo filme , mas ainda mais pela forma sorrateira como minha atenção foi desviada, não só pelo roteiro, mas como pelas minúsculas pistas dadas para essa conclusão durante todo o filme. Isso prova que mesmo dentro de algo considerado “Clichê”, a capacidade de surpreender a audiência não se perdeu. Palmas para a direção de Paul Feig.

 

“Uma Segunda Chance Para Amar” é um clichê fora do clichê. Contém um elenco talentoso que usa de seu carisma de forma certeira, para que a trama se desenrole de uma forma natural, sem precisar usar de Melodrama ou sentimentalismo exagerado. Não se trata de uma super produção, e é justamente em sua simplicidade narrativa que se encontra a sua maior força.

Curta e compartilhe a Revista X!
0
Previous ArticleNext Article
Apaixonado por cinema, amante da sétima arte, fã incondicional de Cavaleiros do Zodíaco e compromissado em fazer a melhor crítica nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leona Cavalli 752

Fotos: Carol Goetz
Make: Alex Palmeiras
Stylist: Humberto Correa

No dia 6 de Novembro de 1969 nascia em Rosário do Sul uma estrela chamada Alleyona Canedo da Silva, ou melhor dizendo, Leona Cavalli. A premiada atriz começou sua carreira ainda bem nova, sua primeira peça aconteceu em sua escola quando ela tinha apenas 6 anos.

Leona Cavalli

Não foi muito difícil enfrentar os palcos, pois sendo filha de político, a atriz aprendeu a conviver desde cedo com muita gente, subindo em palanques e frequentando comícios. Mostrando amor às artes cênicas ainda criança, aos dez anos a ela já dizia para todos que queria ser atriz.

Mas foi apenas com 14 anos que decidiu de vez investir no seu sonho e assim iniciou um curso de teatro, ao final do curso ela participou de “Valsa nº 6”, de Nelson Rodrigues e essa foi sua estreia no teatro adulto, com 16 anos.

Então cursou Artes Cênicas  da UFRS e Direito na PUC, mas acabou largando o curso de direito e foi para São Paulo, onde passou a se dedicar somente à interpretação, trabalhando ainda como diretora e produtora.

Leona Cavalli

Sua carreira apenas deslanchou depois disso, afinal em menos de 25 anos de carreira.  Leona já tem um currículo muito extenso, possuindo participação em mais de 50 obras diferentes entre teatro, cinema e televisão.

Todo seu talento e dedicação nas artes cênicas levou a atriz a ganhar diversos prêmios inclusive em  festivais internacionais, como o Festival Internacional de Trieste, onde ganhou na categoria de Melhor Atriz pela personagem Dalva em “Um Céu de Estrelas” e o Festival Internacional de Barcelona, onde ganhou novamente na categoria de Melhor Atriz pela personagem Lígia no longa “Amarelo Manga”.

Leona Cavalli

Seus últimos trabalhos incluem a vilã Ariela Feld Gudman na novela Apocalipse  da Rede Record e a peça “O Gatão da Meia Idade” onde  demonstra sua versatilidade interpretando 8 personagens diferentes.

Leona Cavalli

Fotos: Carol Goetz
Make: Alex Palmeiras
Stylist: Humberto Correa

Curta e compartilhe a Revista X!
0

Françoise Forton 849

Fotos: Carol Goetz
Make: Alex Palmeiras
Stylist: Humberto Correa

Françoise Forton Viotti nasceu no Rio de Janeiro no dia 8 de julho de 1957, filha de um frânces com uma brasileira, a atriz morou em Brasília dos 5 aos 17 anos e foi lá que aos 8 anos ela descobriu seu grande amor pelas artes cênicas.

Françoise Forton

Foi no Grupo Teatro Equipe de Brasília (TEB) que Françoise começou a dar seus primeiros passos, protagonizando clássicos infantis até os seus 16 anos. Sua estreia profissional ocorreu aos 11 anos, um breve papel na peça “Édipo Rei”, onde ela fez uma das filhas do Paulo Autran, ainda aos 11 anos a atriz estreou no espetáculo “Os pais abstratos”, na Martins Pena, com Glauce Rocha, Darlene Glória e Jorge Dória.

Porém Françoise não parou no teatro, aos 12 anos teve sua estreia na televisão em “A Última Valsa” e no curta “Françoise Dreams”, produção da BBC de Londres. Aos 13 estreou no cinema ao interpretar Renata na obra “Marcelo Zona Sul”.

Françoise Forton

Isso abriu grandes portas para a atriz que desde então só tem tido sucessos em sua carreira, juntando seu trabalho no teatro, cinema e televisão a atriz já tem acumulado mais de 50 participações nas obras mais variadas, incluindo sua personagem Dora no filme “Araguaya – A Conspiração do Silêncio” que recebeu o Prêmio Especial de Gramado de 2004.

Em 2011 Françoise ganhou o prêmio de Melhor Atriz pelo Festival Internacional de Teatro de Angra – FITA, através de seu trabalho na peça “Chopin Sand?”

Françoise Forton

Esse prêmio foi mais do que merecido, pois a atriz tem se dedicado totalmente à sua carreira, Françoise é formada em ballet clássico, estudou música e cursou na Royal Academy of Dance de Londres o Teacher Trainer, especializando-se em aulas de ballet a alunos especais. Estudou canto lírico e canto popular. E em 2003, formou-se em Direção de Cinema e TV, mostrando sua versatilidade ao roteirizar e dirigir os curtas “Estação das Flores” e “Crepúsculo de Odin”.

Seus trabalhos mais recentes incluem o longa-metragem “Coração de Cowboy” onde Françoise interpretou Iolanda, uma empresária musical, a novela “Tempo de Amar” cujo seu papel foi a personagem Emília Macedo, uma mulher forte, solteira e à frente do seu tempo e o musical “Estúpido Cupido”, nesse espetáculo que teve sua estreia em 2015 em comemoração aos 50 anos de carreira de Françoise Forton, vemos a história de um grupo de amigos de infância que se reúne para fazer uma festa dos anos 1960. O espetáculo que teve sua reestreia no Rio de Janeiro em Abril desse ano conta conta com o texto de Flavio Marinho, direção de Gilberto Gawronski e produção de “Barata Produções”.

Françoise Forton

Fotos: Carol Goetz
Make: Alex Palmeiras
Stylist: Humberto Correa

Curta e compartilhe a Revista X!
0
Inscreva-se.
Acessar Revista

Revista X
4ª edição 2019

Matérias e fotos Exclusivas da Atriz e Modelo Anajú, Acesse agora!
close-link